Lіѕtа сοm 10 Vіnhοѕ dο Рοrtο раrа νοсê ехреrіmеntаr! Сοnhеçа а hіѕtórіа, аѕ mаrсаѕ, οndе сοmрrаr е сοmο hаrmοnіzаr саdа rótulο. Οрçõеѕ bаrаtаѕ е рrеmіum.

Melhores vinhos do Porto para se experimentar

Confira esta seleção de variados tipos de vinhos do Porto para você experimentar, com rótulos a partir de R$60.

Ana Szevcynski
Por Ana Szevcynski
Atualizado em 29-01-2020

Este conteúdos faz parte de uma série:

Os vinhos do Porto são famosos no mundo inteiro! Eles, inclusive, são o tipo de vinho fortificado mais popular entre os enófilos.

Isso porque possuem uma extensa variedade de cores, aromas, sabores e se destacam pelo alto teor alcoólico.

Apesar de muito muito diferentes entre si, conquistam seus fãs pela castas únicas da Região do Douro, em Portugal, a primeira D. O. C. do mundo.

Pera, você achou que os vinhos do Porto eram produzidos na cidade do Porto? Tudo bem! O engano é mais comum do que parece.

Aproveite que listamos aqui o que são os vinhos do Porto e quais os melhores rótulos para você experimentar e conheça mais sobre essa bebida única.

Deixe um espacinho livre na adega, você vai precisar!

O que são vinhos do Porto

Os vinhos do Porto são produzidos exclusivamente na Região do Douro, em Portugal

Os Vinhos do Porto são tradicionais e produzidos de forma exclusiva na região do Douro, Portugal.

A região foi a primeira classificada como Denominação de Origem Controlada (DOC) e hoje proporciona vinhos que são símbolos de qualidade e história.

Os vinhos do Porto são produzidos com blends de variadas uvas da região, com uma combinação escolhida pelo próprio produtor.

Mas o que faz deles únicos é o acréscimo da aguardante vínica, que interrompe o processo de fermentação e proporciona alto teor alcoólico, além de ricos sabores.

Com isso os vinhos do Porto se destacam pela variedade de cor, aromas, doçura e alto teor alcoólico, que pode chegar a 22%.

Como os vinhos do Porto surgiram

Reza a lenda que a produção dos Vinhos do Porto iniciou lá no século XVII, quando Portugal era um grande fornecedor de vinhos para a Inglaterra.

De forma resumida, os ingleses escolheram os vinhos da região de Douro porque eram os mais fortes e encorpados do país, bem agradáveis ao paladar deles.

Mas o transporte dos vinhos não foi muito fácil. Tudo porque o solo da região da região de Douro dificultava a passagem e por conta da distância entre Portugal e Inglaterra.

Com isso os vinhos precisavam ser transportados pelo Rio Douro até a cidade de Porto, para então seguir até o destino final. E foi aí que nasceu o nome 'Vinho do Porto'!

Depois, para estabilizar a bebida durante a longa viagem entre Portugal e Inglaterra, os ingleses tiveram a ideia de acrescentar aguardente ao vinho.

Mais tarde alguém resolveu adiantar o processo e incluir aguardente durante a fermentação do vinho, quando ele ainda está doce, frutado e forte.

E esse processo é feito até hoje! O resultado são vinhos de paladar mais adocicado, elevado teor alcoólico e maior potencial de guarda. Bom demais, né?

Os tipos de vinhos do Porto

Os vinhos do Porto podem ser classificados em Porto Ruby, Porto Tawny e Porto Branco

Os vinhos do Porto são famosos pela doçura e alto teor alcoólico, mas não se limitam apenas a isso.

Toda as etapas que englobam a produção dos vinhos, entre elas a seleção, a vinificação e o armazenamento, impactam no produto final.

Por isso os vinhos do Porto variam entre tinto e branco, muito doce e extrasseco, mais e menos alcoólico e assim por diante.

O envelhecimento deles também é variado, por acontecer em barris de madeira e inox ou direto na garrafa.

A diversidade dos rótulos é tão grande que eles têm diferentes classificações e divisões, que variam até entre os especialistas. Podemos resumir em:

Vinho Porto Ruby

São vinhos tintos e jovens, geralmente produzidos com uvas de diferentes safras e colheitas.

A cor rubi, o aroma intenso e o paladar frutado variam conforme as técnicas e tempo de envelhecimento definidos pelo produtor.

Os vinhos do Porto Ruby podem ser divididos em 4 categorias, conforme a ordem crescente de qualidade:

Vinho do Porto Tawny

Também é produzido com uvas tintas de diferentes safras, mas o envelhecimento acontece principalmente em barris de madeira.

Quanto mais velho o vinho, mais intensos ficam os aromas de frutos secos e madeira e mais claras as cores, que variam entre tinto-alourado, alourado ou alourado-claro.

Se comparado ao Ruby, é um vinho menos encorpado, mais adocicado e com cores mais suaves.

Os vinhos do Porto Tawny podem ser divididos em 4 categorias, conforme ordem crescente de qualidade:

Vinho do Porto Branco

É um vinho branco e jovem, produzido exclusivamente com castas brancas. Pode ter variados estilos, que vão do doce ao seco.

As características são definidas conforme a forma de elaboração e tempo de envelhecimento.

Os vinho do Porto Branco podem ser divididos em 3 nas categorias:

Quando consumir os vinhos do Porto

Vinhos do Porto harmonizam com aperitivos e finais de refeições

Os vinhos do Porto, principalmente por conta do alto teor alcoólico, não costumam ser servidos durante as refeições.

Mas caso a ocasião comporte uma exceção, ele deve acompanhar um único prato de destaque, com atenção para a quantidade de vinho a ser ingerida.

Para uma aposta mais certeira, os vinhos do Porto devem ser servidos como aperitivos ou após as refeições, com a grande intenção de degustá-los.

Nesses casos as harmonizações variam muito. Podemos citar os vinhos do Porto como um belo acompanhamento para as sobremesas doces, mas não enjoativas.

O vinho do Porto branco também é a opção mais tradicional para os aperitivos, especialmente as amêndoas torradas, canapés, carnes frias e queijos frescos.


. . .



Agora vamos à lista dos melhores vinhos do Porto para você experimentar. Boas escolhas!

Vinhos do Porto até R$100

Para quem procura opções mais acessíveis.

10. Vinho Quinta Santa Eufêmia Porto Fine Ruby

Vinho Quinta Santa Eufêmia Porto Fine Ruby

Características: paladar doce.
Teor alcoólico: 19,50%
Variedade das Uvas: Tinta Barroca, Tinta Francisca, Mourisco Tinto, Tinta Amarela, Tinto Cao
Temperatura ideal para beber: 15ºC

A vinícola Quinta Santa Eufêmia foi fundada em 1894 e de lá para cá acumulou uma plantação com mais de 20 tipos de uvas, inclusive varietais próximas da extinção no país.

Então, como era de se esperar, este tinto doce entrega a boa qualidade típica de um vinho do Porto Ruby, tudo a um preço bem acessível.

O Quinta Santa Eufêmia Porto Fine Ruby passou 3 anos em barricas de carvalho, por isso apresenta uma tonalidade vermelho rubi e intenso aroma de frutas vermelhas em compota.

Em boca é doce, cremoso e com boa acidez. Indicado para o final das refeições e como acompanhamento para sobremesas.

9. Vinho Burmester Porto Extra Dry White

Vinho Burmester Porto Extra Dry White

Características: paladar fresco e untuoso
Teor alcoólico: 20%
Variedade das Uvas: Touriga Nacional, Touriga Franca e Tinta Roriz e outras
Temperatura ideal para beber: 10ºC

Este vinho branco licoroso, único por si só, é produzido pela vinícola Burmester, bastante conceituada na produção de vinhos do Porto.

O Burmester Porto Extra Dry White é envelhecido em barris de madeira e aço por no mínimo 3 anos.

Por isso possui uma cor citrina-palha, com aroma intenso de frutas frescas como melão e citrinos. Em boca é fresco, frutado, untuoso, com bom corpo e notas de madeira.

Harmoniza bem com aperitivos, na composição de drinks ou como acompanhamento para sobremesas à base de frutas secas ou cristalizadas.

8. Porto Burmester 10 years Old Tawny 375ml

Vinho Burmester Porto 10 Anos Old Tawny

Características: paladar aveludado, final longo
Teor alcoólico: 20%
Variedade das Uvas: Touriga Nacional, Touriga Franca e Tinta Roriz e outras
Temperatura ideal para beber: 13ºC

Mais um rótulo da vinícola Burmester, dona de um expressivo catálogo de vinhos do Porto!

Este rótulo é do tipo Porto Tawny 10 anos, que costuma combinar o sabor da fruta jovem com a todas as características adquiridas pelo tempo de envelhecimento.

O Burmester Porto 10 Years Old Tawny, envelhecido por cerca de 10 anos em barris de carvalho, possui tonalidade castanha com reflexos dourados.

A embalagem pode até ser pequena, apenas 375ml, mas a qualidade é das grandes!

Obteve 91 pontos na Wine Spectator e três medalhas de prata pelas pelas premiações Decanter WWA 2015, International Wine Challenge 2015 e IWSC 2015.

O rótulo apresenta aromas de frutas secas, avelã, amêndoa, mel, baunilha. Em boca é aveludado, elegante, com notas de frutas secas e final longo.

Pode ser harmonizado com sobremesas de chocolate meio amargo, nozes ou amêndoas.

Vinhos do Porto até R$200

Para quem procura boa qualidade a preço intermediário.

7. Vinho Quinta Santa Eufêmia Porto LBV 2014

Vinho do Porto Santa Eufêmia Porto LVB 2014

Características: paladar doce e equilibrado.
Teor alcoólico: 19,50%
Variedade das Uvas: Touriga Nacional, Tinta Roriz, Tinta Francesa
Temperatura ideal para beber: 12ºC

Este rótulo é produzido pela Quinta Santa Eufêmia, uma vinícola fundada em 1894 que possui o próprio processo de vinificação.

Ele é um Porto Ruby Late Bottled Vintage (LVB) de 2014, tipo de vinho com castas selecionadas, provenientes de um só ano, e envelhecido em barris durante 36 meses.

O vinho do Porto Quinta Santa Eufêmia LBV 2014 apresenta um tom rubi intenso, com aroma de frutas maduras vermelhas e paladar doce e equilibrado.

Harmoniza com queijos e sobremesas de chocolate.

6. Vinho do Porto Churchill´s Reserve Ruby

Vinho Churchill´s Porto Reserve Ruby

Características: paladar doce.
Teor alcoólico: 20%
Variedade das Uvas: Tinta Barroca, Tinta Francisca, Tinta Roriz, Touriga Franca, Touriga Nacional
Temperatura ideal para beber: 14ºC

A vinícola Churchill’s ainda é considerada jovem na região do Douro. Foi fundada em 1981 e com isso consegue unir tradição e modernidade em seus rótulos.

Este Churchill´s Porto Reserve Ruby é um vinho jovial acima da qualidade do Ruby tradicional.

Foi lembrado em dois momentos pelo International Wine Challenge, quando classificado como bronze em 2013 e quando elogiado em 2011.

Como comum aos Porto Reserva Ruby, foi produzido com uvas selecionadas de variadas safras e envelhecido por alguns poucos anos em barris de carvalho.

Possui uma tonalidade violeta intensa e profunda, com aromas de flores, amêndoas, mirtilo, eucalipto, especiarias e ameixa seca.

Em boca é doce, fresco, com predominância dos sabores de frutas secas. Harmoniza com queijos azuis, sobremesas à base de chocolate e aperitivos.

5. Vinho do Porto Royal Oporto

Vinho do Porto Royal Oporto Rosé

Características: paladar elegante, final persistente.
Teor alcoólico: 19%
Variedade das Uvas: Touriga Nacional, Touriga Franca
Temperatura ideal para beber: 12ºC

Este rótulo é produzido pela vinícola Real Companhia Velha, uma das mais antigas de Portugal, fundada em 1756.

Ele integra a linha de rótulos da marca Royal Oporto, composta por vinhos premium produzidos com as melhores vinhas da vinícola.

O Royal Oporto Rosé é especial por si só, pois o estilo rosé não se encaixa nas outras categorias dos vinhos do Porto.

O desta vinícola é doce, licoroso e possui cor rosada. Repousa em cubas de inox, que preservam integralmente o frescor e o rico aroma frutado, com presença marcante de frutas vermelhas.

Em boca é elegante e macio na boca, com longa persistência. Harmoniza como aperitivo, mas também como tônico acrescido de gelo e hortelã.

Vinhos do Porto a partir de R$200

Pra quem procura vinhos premium.

4. Vinho Quinta Santa Eufêmia Porto Tawny 20 Anos

Vinho do Porto Quinta Santa Eufêmia Tawny 20 Anos

Características: paladar concentrado, final longo.
Teor alcoólico: 19,5%
Variedade das Uvas: Tinta da Barca, Mourisco Tinto, Tinta Barroca, Tinta Roriz, Touriga Francesa
Temperatura ideal para beber: 12ºC

Também produzido pela antiga vinícola Quinta Santa Eufêmia, este rótulo é um Porto Tawny de 20 anos, caracterizado pelo sabor evoluído durante o envelhecimento.

Como era de se esperar, foi bem recebido pela crítica. Recebeu 5 estrelas pela Decanter, a pontuação máxima.

Isso porque o resultado da longa passagem por barris pode ser visto é notado primeiramente na cor, que é castanha com bordas alaranjadas.

No nariz os aromas ricos destaca os figos secos, nozes e damascos. Em boca é concentrado, com boa textura e maciez.

Harmoniza muito bem com sobremesas à base de frutas secas.

3. Vinho Burmester Porto Old Tawny 20 years

Vinho do Porto Burmester Old Tawny 20 Anos

Características: paladar concentrado, final longo.
Teor alcoólico: 20%
Variedade das Uvas: tradicionais da região
Temperatura ideal para beber: 14ºC

Este rótulo também produzido pela vinícola Burmester, fundada há mais de 200 anos e especializada em vinhos da região do Douro.

Este Burmester Porto Tawny 20 Anos é um belo exemplar de qualidade e experiência da produção de vinhos do Porto!

Conquistou diversos prêmios, entre eles classificação ouro no International Wine Challenge 2016, prata no International Wine Challenge de 2015 e ouro no Decanter World Wine Awards 2015.

O rótulo apresenta uma tonalidade aloirada com reflexos ocre. Os aromas são complexos, com grande presença de carvalho, além de frutos secos, uvas passas e mel.

Em boca é opulento, concentrado, rico, maduro e com final longo e aveludado.

Harmoniza com terrina de foie gras com berinjela e nozes, mix de queijos e frutos secos, crostini de nozes com queijo chèvre, brownie de caramelo e pavê de chocolate e pistache.

2. Vinho Taylor's Porto LBV 2010

Vinho do Porto Taylor's LBV 2010

Características: paladar doce, final longo.
Teor alcoólico: 19,50%
Variedade das Uvas: tradicionais da região
Temperatura ideal para beber: 14ºC

A vinícola Taylor's foi fundada em 1692, o que faz dela uma das casas mais antigas da Região do Douro.

Ela integra o grupo  Taylor, Fladgate and Yeatman e é uma das mais conhecidas quando se fala em vinhos do Porto premium, sua especialidade.

Exemplo disso é este Taylor's Late Bottled Vintage 2010, produzido com um blend de uvas de um ano só e envelhecido por 48 meses em barris.

Ele pontuou 91 na Wine Spectator e recebeu classificação bronze na International Wine Challenge 2015 e Decanter World Wine Awards 2015.

Este tinto doce apresenta coloração rubi intensa com tons púrpura. O aroma é de cereja escura e ameixa e o paladar mostra taninos firmes e um final de boca bastante longo.

Harmoniza muito bem com com queijos azuis e sobremesas à base de chocolate.

1. Vinho Burmester Porto Old Tawny 30 years

Vinho do Porto Burmester Tawny 30 Anos

Características: paladar complexo e aveludado, final longo.
Teor alcoólico: 20%
Variedade das Uvas: tradicionais da região
Temperatura ideal para beber: 14ºC

Mais um rótulo do Burmester marcando presença em nossa lista. Mas para fechar com chave de ouro, temo aqui um vinho do Porto para poucos sortudos!

Isso porque ele já integra a linha dos vinhos premium com preços bem pouco acessíveis, passando dos R$400. Tá bom pra você?

Este Burmester Porto Old Tawny 30 Anos foi elaborado com vinhos de colheitas de variados anos e envelhecido por cerca de 3 décadas em cascos de carvalho.

Isso garantiu a ele altas pontuações, com 94 pontos de Robert Parker e 90 pontos da Wine Enthusiast.

Também conquistou a classificação ouro no International Wine & Spirit Competition 2014 e prata no Concurso Internacional de Vinos Madrid 2006.

O rótulo possui uma linda cor amarelo dourado com reflexos âmbar, aroma de frutas secas, amêndoas, nozes, mel, tosta.

Em boca é complexo, aveludado e doce, com presença de caramelo, frutas secas e um final longo.

Combina como aperitivo ou no final das refeições. Pode ser harmonizado com receitas à base de chocolate amargo ou meio amargo, frutas secas e cristalizadas, nozes e amêndoas.


Descubra e compare os preços vinhos e outras bebidas com o buscador da Zaply.